segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Basta pra que eu acorde bem.



Acordo todos os dias com um beijo no rosto e um "tchau, amor". E isso basta pra que eu acorde bem, te querendo cada vez mais. Pra que eu tente seguir meu dia em paz pra quando tu chegar no fim da tarde eu consiga sorrir junto contigo.

Sabe, não passo um minuto sem pensar em ti, nos teus cachinhos, no teu sorriso que me faz involuntariamente dar um também, sem esforço nenhum. Gosto de acordar no meio da noite e te sentir do meu lado, te abraço e me sinto segura. Depois seguro tua mão quentinha, só pra saber que tu vai continuar ali e então conseguir dormir novamente.

Eu sei amor, que não aprendi muita coisa ainda, talvez essas que são bem importantes e que contam no início, no fim e no meio das histórias, dos relacionamentos. Mas eu te peço paciência, mais uma vez. Tem coisas que não vem com manuais de instruções e que a gente não nasce sabendo.

As vezes sinto tanto por não ter a tua idade, pra já ter aprendido viver como você, pra ver e saber tanta coisa por experiência. Tem outras que deito do teu lado e te peço explicação do que ainda não sei, das curiosidades que tenho e ainda não vivi. Essas, que quero viver contigo se forem boas, e se não forem a gente joga pela janela e esquece.

Vai devagar, mas eu estou tentando mudar e concertas as coisas que não dão certo pra nós. Entendo o teu lado, só as vezes não entendo teu ciúme. Te amo!

Naiana Cescon Lemes.